PDF Imprimir
Título do post: ORQUESTRA SINFÔNICA DO TEATRO NACIONAL CLÁUDIO SANTORO HOMENAGEIA OS 40 ANOS DA DUPLA ZÉ MULATO E CASSIANO

Evento reverencia a música caipira de raiz e lança o projeto Núcleo de Ensinamento de Viola


Concerto inédito da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro - OSTNCS- presta homenagem aos 40 anos de carreira da consagrada dupla de violeiros Zé Mulato e Cassiano, ícones da música caipira de raiz. O Evento marca, ainda, o lançamento do Núcleo de Ensinamento de Viola, projeto de formação musical da viola caipira, desenvolvido pelo Clube do Violeiro Caipira, com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal.

A Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, em conjunto com a dupla de violeiros, executará uma seleção de composições de autoria dos artistas, com arranjos especialmente concebidos para o concerto, revelando a beleza da música regional caipira e sua importância para o universo da cultura brasileira, promovendo um olhar para cultura regional, celebrando uma cultura que permanece viva, com suas tradições e carregada de afetividade e simbolismo.

O projeto Núcleo de Ensinamento de Viola que será lançado na ocasião, é direcionado a alunos da rede pública de ensino de 04 cidades do DF, atuando na formação musical de crianças e jovens, de forma gratuita, promovendo o fortalecimento da cadeia produtiva da música de viola caipira, além de formar público e gerar possibilidades no cenário da música e da viola caipira do DF para o Brasil. Com ínicio para 2019, o projeto deverá ser replicado futuramente em outras cidade, multiplicando seus resultados.

A programação da noite de Lançamento do Núcleo de Ensinamento tem início às 19h, com a apresentação da Aula Inaugural de Luthieria e Toques de Viola, com Onício Rosa (Profº Dyego), prosseguindo com o Concerto da OSTNCS junto da dupla homenageada, finalizando com a Orquestra Roda de Viola. Haverá ainda, uma Exposição em Celebração aos 40 anos da dupla Zé Mulato e Cassiano, retratando a trajetória da dupla, composta por fotos, cartazes, instrumentos e prêmios concedidos aos artistas.

O evento acontece no Teatro do Bancários, localizado na entrequadra 314/315 da Asa Sul. Os interessados deverão retirar os convites na bilheteria do Teatro até uma hora antes do concerto marcado para às 20h. A entrada é gratuita e a classificação é livre.

Os Homenageados - Os irmãos José das Dores Fernandes (Zé Mulato) e João Monteiro da Costa Neto (Cassiano), nascidos no município de Passa Bem, na Zona da Mata Mineira, fazem parte da mais distinta geração de duplas caipiras brasileiras. Conheceram a viola ainda na infância, e, em 1969, vieram para Brasília tentar a vida como músicos, gravando seu primeiro disco em 1978, e tornaram a cidade sua moradia. Em 40 anos a dupla gravou cinco LPs, 14 CDs e um DVD, consolidando uma trajetória repleta de gravações e participações em coletâneas de diversos artistas de renome, documentários, programas de TV e cinema. Excelentes intérpretes, instrumentistas, humoristas e compositores, Zé Mulato e Cassiano foram premiados, pela quarta vez, com o 28º Prêmio da Música Brasileira, pelo cd “Bem Humorados”, concorrendo com outros grandes nomes da música popular, confirmando seu reconhecimento nacional.


Programação

19h - Aula inaugural de Luthieria e Toques de Viola

20h - Concerto da Orquestra Sinfônica*



O Clube do Violeiro Caipira, de acordo com o Decreto nº 37.843/2016, que regulamenta a Lei 13.019/2014 - Marco Regulatório do Terceiro Setor, no que tange ao seguinte Capítulo:
CAPÍTULO X
TRANSPARÊNCIA E PARTICIPAÇÃO SOCIAL
Art. 78. A administração pública deverá divulgar na internet:
I – a relação das parcerias celebradas, com indicação dos seus planos de trabalho; e
II – os meios de representação sobre a aplicação irregular dos recursos envolvidos nas parcerias.
Art. 79. A organização da sociedade civil deverá divulgar na internet, em locais visíveis de suas sedes sociais e nos estabelecimentos em que exerça suas ações, a relação das parcerias celebradas.
Art. 80. A divulgação da relação de parcerias deverá ser mantida pela administração pública e pela organização da sociedade civil até cento e oitenta dias após o término de vigência dos instrumentos, incluídas, no mínimo, as seguintes informações:
I – data de assinatura, identificação do instrumento e do órgão da administração pública responsável;
II – nome da organização da sociedade civil e seu número de inscrição no CNPJ;
III – descrição do objeto da parceria;
IV – valor total da parceria e valores liberados, quando for o caso;
V – situação da prestação de contas da parceria, que deverá informar a data prevista para a sua apresentação, a data em que foi apresentada, o prazo para a sua análise e o resultado conclusivo; e
VI – valor da remuneração da equipe de trabalho vinculada à execução do objeto e paga com recursos da parceria, com indicação das funções que seus integrantes desempenham e do valor previsto para o respectivo exercício.
Art. 81. A divulgação de campanhas publicitárias e de programações desenvolvidas por organizações da sociedade civil no âmbito da parceria observará as diretrizes e orientações constantes de documentos oficiais elaborados pelo Sistema de Comunicação de Governo do Distrito Federal.
Parágrafo único. Os recursos tecnológicos utilizados e a linguagem deverão garantir acessibilidade às pessoas com deficiência.
Art. 82. A Administração Pública do Distrito Federal fornecerá informações para o Mapa das Organizações da Sociedade Civil, que visa consolidar e divulgar informações sobre as organizações da sociedade civil e as parcerias.
Vem, por meio deste endereço eletrônio oficial, divulgar os seguintes dados da parceria celebrada entre esta Entidade e a Secretaria de Estado de Cultura do Distrito Federal:
I – Termo de Fomento n.° 081/2018 - Secretaria de Cultura DF, assinado em 26 de novembro de 2018, com vigência até 28 de março de 2019;
II – Organização da Sociedade Civil: Clube do Violeiro Caipira, CNPJ n.° 02.561.710/0001-16;
III – Objeto: Realização dos Núcleos de Ensinamento de Viola, a serem implementados durante o ano de 2018 e 2019, em que serão desenvolvidos 02 núcleos de ensinamento de viola nas cidades satélites de Ceilândia e Brazlândia. Trata-se de um projeto de formação musical e terá como conteúdo a história da viola, a teoria musical e a execução propriamente da viola caipira, de acordo com a aptidão de cada aluno. O público-alvo são alunos da rede de ensino público, prioritariamente, e o atendimento deverá ser realizado em escolas urbanas e/ou rurais das regiões atendidas. As aulas serão realizadas 03 (três) vezes por semana durante 06 meses, em dias e horários a serem definidos pela equipe, juntamente à coordenação dos espaços que receberão o projeto. Para marcar a abertura do projeto Núcleo de Ensinamento da Viola Caipira está prevista uma cerimônia especial que evidencie e reconheça a importância da música de viola caipira. Assim, a concepção desta ação projeta a realização de um concerto da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, no Teatro dos Bancários, numa bela homenagem à consagrada dupla de violeiros Zé Mulato e Cassiano, radicados em Brasília desde meados da década 1970, considerados um dos maiores representantes da  música regional caipira, ainda vivos, que completaram, neste ano de 2018, 40 anos de uma respeitada e brilhante carreira.
IV – Valor total da Parceria: R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil reais);
V – Prestação de Contas apresentada em fevereiro de 2019; e
 
Todos os Direitos reservados ao Clube do Violeiro Caipira de Brasília